Mudança sustentável e solidária do escritório do Rio de Janeiro

A mudança de endereço do escritório do Rio de Janeiro de Trench Rossi Watanabe teve a sustentabilidade como uma de suas principais premissas, em que seus três pilares (econômico, ambiental e social) foram observados desde a concepção e execução do projeto de arquitetura até a destinação final dos resíduos decorrentes dos equipamentos substituídos e de outros materiais.

O projeto arquitetônico envolveu o aproveitamento da luz natural, iluminação inteligente e 100% led, climatização inteligente nas salas de sócios e de reunião, o uso de madeira de demolição, reutilização de móveis de arquivo e carpetes 100% recicláveis.

Módulos de arquivos deslizantes e diversos equipamentos eletrônicos foram doados ao Museu Histórico Nacional a fim de contribuir para a reestruturação dos departamentos de pesquisa, após o incêndio que causou danos inestimáveis à instituição. A Casa Francisco de Assis e a Legião da Boa Vontade (LBV) também foram beneficiadas, recebendo, respectivamente, pastas e 10 computadores, em bom estado.

O escritório deu destinação adequada e certificada a 226 kg de equipamentos eletrônicos inservíveis, com o apoio da ONG Futura Ambiental.