Novidades

Decreto dispensa a consularização de documentos estrangeiros

03/02/2016

Foi publicado no Diário Oficial da União de 01 de fevereiro de 2016, o Decreto nº 8.660/2016, que promulgou a Convenção sobre a Eliminação da Exigência de Legalização de Documentos Públicos Estrangeiros, também conhecida como a Convenção da Apostila de Haia de 1961.

A partir de 14 de agosto de 2016 será dispensada a consularização de documentos públicos provenientes dos mais de 100 países para que produzam efeitos no Brasil. Isso significa que não será mais necessário submetê-los ao processo de legalização por autoridade consular ou diplomática, com fito de atestar a autenticidade de assinatura, função ou cargo exercido pelo signatário, ou a autenticidade de selo ou carimbo aposto no documento. Da mesma forma, os documentos públicos produzidos no Brasil também terão essa formalidade dispensada quando forem destinados a algum dos países signatários.

De acordo com o texto da convenção, são considerados documentos públicos aqueles emitidos por autoridade ou agente público vinculado a qualquer jurisdição do país, documentos administrativos, atos notariais e declarações oficiais apostas em documentos de natureza privada.

A dispensa da legalização não será aplicável aos documentos emitidos por agentes diplomáticos ou consulares, e aos documentos administrativos diretamente relacionados a operações comerciais ou aduaneiras.

O procedimento a ser seguido para atestar a autenticidade de documentos públicos será a emissão de apostila pela autoridade competente do país no qual o documento é originado. O modelo da apostila foi previamente definido no anexo à Convenção, devendo o interessado formalizar a solicitação perante a autoridade responsável designada por cada país signatário da convenção.

No Brasil, os cartórios serão responsáveis pela emissão da apostila em território nacional. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ), órgão responsável por coordenar e regulamentar a aplicação dessa Convenção no país, irá definir a forma de implementação de um sistema eletrônico para a emissão da apostila.

A adesão do Brasil a tal Convenção tem como objetivo simplificar o procedimento de legalização, reduzir custos, além de conferir maior agilidade à circulação de documentos públicos necessários a transações comerciais e jurídicas.

Nosso escritório está à disposição para solucionar eventuais dúvidas sobre esta matéria.

Flavia Paulino Pereira Spadano
Heloísa Barroso Uelze
Henrique K. Frizzo
José Roberto B. Martins

Compartilhe nas redes sociais

Trench Rossi Watanabe
São Paulo
Rua Arq. Olavo Redig de Campos, 105
31º andar - Edifício EZ Towers
Torre A - 04711-904
São Paulo - SP - Brasil

Rio de Janeiro
Rua Lauro Muller, 116 - Conj. 2802
Ed. Rio Sul Center - 22290-906
Rio de Janeiro - RJ - Brasil

Brasília
Saf/s Quadra 02 - Lote 04 - Sala 203
Ed. Comercial Via Esplanada - 70070-600
Brasília - Distrito Federal - Brasil

Porto alegre
Av. Soledade, 550
Cj. 401 - 90470-340
Porto Alegre - RS - Brasil

Imprensa
JeffreyGroup
Nara Neri 55 11 3185.0800 | Ext.832
Cauê Rebouças 55 11 3185.0800 | Ext.832